Missão

Com a propagação da utilização generalizada da Internet, e o processo de Globalização, em curso, as organizações beneficiam de um melhor canal de acesso à informação e aos seus serviços, a partir de qualquer parte do mundo.
Esta abertura e exposição exterior, faz com que a Internet, seja um veículo privilegiado de difusão de informação. Dessa forma, torna-se uma preocupação a utilização com finalidades menos apropriadas, tais como, a, sabotagem, fraude, roubo de informação, e chantagem, entre outros tipos de crime e ataques perpetrados contra as organizações.

A Secretaria Geral Administração Interna (SGAI), por se constituir como polo tecnológico transversal ao ministério, não ignora a dimensão da segurança no ciberespaço como um vector fundamental do seu trabalho tanto na vertente interna, como na vertente externa.

Sendo a tecnológica e a sua infra-estrutura, um dos pilares fundamentais de suporte à gestão, operação e actuação de uma organização moderna, é pois de primordial importância a adequação dos sistemas de segurança e serviços de resposta a incidentes de segurança de acordo com os riscos, híbridos e assimétricos, expectáveis (para a organização RNSI).

Identificada a necessidade de reforçar a nossa segurança de forma proactiva, em 2012, foi criado o Centro Operacional Segurança Informática (COSI), no âmbito de serviço de resposta a incidentes de segurança informática (CSIRT) do Ministério da Administração Interna na SGAI. Como elemento essencial na prevenção, monitorização, controlo e reacção a este tipo de fenómeno de segurança no ciberespaço.